03 de Julho de 2014

O prédio de madeira

Engenheiros do Canadá fazem o que parecia impossível: erguem um edifício de 30 metros com estrutura de madeira.

 

A madeira é um material renovável e ecológico, pois plantar árvores ajuda a combater o aquecimento global. Essa é a ideia por trás de um dos projetos mais ambiciosos dos últimos tempos: a construção do prédio do Centro de Design e Inovação em Madeira, no Canadá, que tem seis andares, 30 metros de altura (equivalente a um prédio de nove andares) e é feito de madeira.

 

A obra, que já está quase pronta - e pode ser observada, ao vivo, pelo endereço "goo.gl/wwHuDO", usa vários tipos de madeira produzida no Canadá. Vigas, colunas e até o fosso do elevador são feitos de bordo, amieiro vermelho e vidoeiro branco, espécies escolhidas por serem densas. As paredes também são de madeira. Elas são presas por parafusos de metal, e o prédio leva concreto nas fundações e na cobertura, para sustentar o elevador. Mas todo o resto é de madeira.

 

O projeto, que tem 250 operários trabalhando, custou R$ 52 milhões e foi pago pelo governo canadense. A ideia é estimular  o uso de madeira -  pois o Canadá é o maior produtor e exportador mundial desse produto. Segundo os construtores, é possível erguer prédios de até 30 andares usando madeira.

 

Se isso acontecer, a humanidade terá reproduzido um dos mais antigos feitos da natureza: usar a madeira para erguer estruturas muito altas. No nosso caso, prédio. No da natureza, árvores. 

Imprimir Comentar

Comentar

02 de Junho de 2014

Por que as galinhas são hipnotizadas com um risco no chão?

Elas se sentem ameaçadas de morte e paralisam. Mas, provavelmente, a marca no chão não tem nada a ver com isso.

 

O estresse ocorre por causa da mão do autor do truque segurando o pescoço do bicho enquanto desenha. Subjugada, a ave se sente em perigo e entra em estado catatônico, resultado da imobilidade tônica - último recurso de algumas espécies sob ameaça de um predador. Já que a contenção física a impede de correr, bater as asas ou bicar para se defender, a tática é se fingir de morta para desviar a atenção e diminuir o interesse do predador.

 

Por se assemelhar ao rastro de um animal, o traço no chão pode ser um sinal a mais de ameaça, mas não é certo que ele tenha alguma influência no comportamento da "hipnotizada".

 

 

Imprimir Comentar

Comentar

12 de Maio de 2014

A cidade do faz de conta

Ela tem supermercado, restaurantes, teatro, cinema e pracinhas agradáveis. Uma típica vila holandesa. Mas nada disso é o que parece.

 

Hogewey é um lugar pacato e charmoso, com 23 casinhas simpáticas, um restaurante agradável e várias opções de lazer para os cerca de 150 moradores. Poderia ser apenas mais uma vilinha qualquer no norte da Holanda. Mas é uma cidade de faz de conta - que foi construída dentro de um asilo para idosos portadores de doenças mentais.

 

A ideia é que eles façam compras, frequentem o teatro, se encontrem para comer ou bater papo pelas ruas da vila, levem a vida como se estivessem numa cidade de verdade, mas protegidos dos perigos do mundo real. Os pacientes podem sair para o café ou para o supermercado sempre que quiserem, em um ambiente totalmente seguro. Hogewey fica na cidadezinha de Weesp, de apenas 18 mil habitantes, e costumava ser um asilo como todos os outros, até que foi reconstruída em 2009.

 

Moram até sete idosos em cada casa. Cada habitação tem decoração personalizada, tentando reproduzir o estilo do lugar onde cada um vivia antes. Os idosos são auxiliados por cuidadores - que usam roupas comuns, não uniformes, e além de cuidar dos velhinhos também trabalham no comércio da vila, como garçons, caixas de supermercado e cabeleireiros.

 

Hogewey é mantido pelo governo, que paga 5 mil euros por mês para manter cada idoso. Alguns dos velhinhos nem chegam a perceber que estão num asilo. E vivem mais felizes.

 

Um excelente ideia para outros países e cidades copiarem. Com certeza não iria faltar elogios.  

Imprimir Comentar

Comentar

25 de Abril de 2014

A TV mais chata que existe

A programação é paradona: concurso de tricô, cenas de peixes nadando e lenha queimando. E a audiência bate todos os recordes. Duvida?

 

Você chega em casa exausto, se joga no sofá e liga a TV. O que vê? Futebol, novela, reality shows? Filme? Que tal algo diferente? Um emocionante campeonato de tricô, uma viagem de trem de sete horas (sem cortes e edição de imagens), salmões nadando ao vivo por 18 horas, 12 horas de lenha sendo cortada e queimada, ou um navio balançando no mar por cinco dias inteiros? Parece chatérrimo? Para os noruegueses não é.

 

Criada pela emissora NRK, essa programação paradona, que eles chamam de Sakte-tv (TV Lenta, em norueguês), virou mania no país, batendo recordes de audiência. Metade da população norueguesa assiste aos programas lentos, cujo conceito surgiu em 2009, numa brincadeira entre funcionários na NRK durante uma noite que não tinham nada pra fazer.

 

A TV Lenta tem dois tipos de programa. Um mostra viagens pelo país, sempre sem cortes. O outro é baseado em programas temáticos, como horas de lenha queimando e o concurso de tricotagem. Também há programas para crianças, que transmitem imagens de cachorrinhos. Os diretores da emissora se intitulam como: "Um quadro na sala de estar das pessoas.

 

O grande projeto da NRK para este ano é um programa comemorativo sobre a Constituição da Noruega - com 24 horas consecutivas de discursos.

 

Eu Hein?!?! 

Imprimir Comentar

Comentar

09 de Abril de 2014

Qual é a MAIOR piscina do MUNDO?

Destaque

É a do resort chileno San Alfonso del Mar, localizado a 95 km de Santiago.

 

Separada do Oceano Pacífico por uma faixa de areia de 20 metros de largura, a megapisina é reconhecida pelo Guinness (Livro dos Recordes) como a maior por ter pouco mais de 1 km de extensão e 80 mil metros quadrados de área, o equivalente a dez campos de futebol.

 

Com profundidade máxima de 35m, ela comporta 250 milhões de litros de água, que são captados do mar e passam por um sofisticado sistema de filtragem e purificação - mesmo assim, permanecem salgados.

 

Para o conforto dos hóspedes do resort, a água é mantida a 26°C, nove a mais do que a temperatura do mar. Além de praticar vela, esqui, mergulho e canoagem, os frequentadores podem relaxar nas praias provativas de areia branquinha e banheiras de hidromassagem. 

Imprimir Comentar

Comentar

14 de Março de 2014

Caos no Corredor da Morte

Acabou a droga usada para executar prisioneiros - e carcereiros dos EUA estão sendo forçados a improvisar uma nova forma de matar.

 

Uma máquina pressiona três seringas, nas quais há brometo de pancurônio, tiopental e cloreto de potássio. As substância entram na corrente sanguínea, e a pessoa perde a consciência após 30 segundos. Nos quatro minutos seguintes, sua respiração desacelera e o coração para. Óbito.

 

Nas últimas três décadas, quase 1.200 condenados foram executados dessa forma nos EUA. Mas os laboratórios americanos e europeus que produzem o tiopental não querem mais vendê-lo para uso em execuções (argumentam que o remédio não deve ser usado para matar.) E os EUA estão ficando sem drogas para aplicar a pena de morte.

 

Para contornar o problema, foi criado outro coquetel, que mistura o sedativo midazolam com o anestésico hidromorfona. A combinação foi usada pela primeira vez em janeiro de 2014 - e não deu muito certo. Dennis McGuire, de 54 anos, sentenciado à pena de morte por estuprar e matar uma grávida, foi o primeiro a receber a mistura. Ele agonizou por 26 minutos, sufocando e emitindo "sons estranhos". A execução foi considerada um fracasso, pois causou sofrimento físico extremo - justamente o que os americanos queriam evitar quando adotaram a injeção letal na década de 1980.

 

Das 539 execuções realizadas nos EUA nos últimos dez anos, 530 foram via injeção. Oito foram por eletrocussão, e uma por fuzilamento (o fuzilado foi Ronnie Lee Gardner, condenado por homicídio em Utah. Ele escolheu ser executado a tiros porque era mórmon, e acreditava que só consertaria o que havia feito se derramasse o próprio sangue).

 

Atenciosamente,

Igor de Moraes

 

*Com informações de SuperInteressante 

Imprimir Comentar

Comentar

18 de Fevereiro de 2014

A rádio do Juízo Final

Emissora russa transmite sinal misterioso e incompreensível. Código pode conter instruições para uma eventual guerra nuclear.

 

"UVB 76. 180 08 BROMAL 74 27 99 14. Boris, Roman, Olga, Mikhail, Anna, Larissa. 7 4 2 7 9 9 1 4". Essa é uma das mensagens emitidas pela UVB-76: a emissora de rádio mais misteriosa do planeta. Ninguém sabe exatamente de onde ela transmite ou o que significam sua instruções, que alternam bipes e códigos, como este acima, lidos em russo por um locutor. A primeira transmissão de que se tem registro aconteceu em 1982, com a Guerra Fria a todo vapor, e desde então milhares de pessoas pelo mundo tentam descobrir do que se trata (é possível ouvir a rádio, ao vivo, pelo site uvb-76.net).

 

O sinal da UVB-76 é mais forte numa área militar de Pskov, extremo oeste da Rússia, o que leva os fãs da rádio a acreditar que seja uma transmissão do Exército Russo - e seus códigos contenham instruções secretas. Alguns dizem que são sinais do sistema de gerenciamento militar do RVSN (Força de Mísseis Estratégicos da Rússia). Indicam o início de exercícios, alertas ou lançamento de mísseis.

 

Há quem vá além e ache que os bipes transmitidos pela rádio, numa espécie de código morse, controlem um sistema de lançamento de mísseis - que disparariam automaticamente em caso de um ataque nuclear dos EUA contra a Rússia. Hoje, isso parece bem pouco provável. Mas as transmissões da rádio, cada vez mais frequentes (só no último dia 27, seis mensagens foram lidas pelo locutor), sugerem que haja algo mais por trás do mistério.

 

Atenciosamente,

 

Igor de Moraes 

Imprimir Comentar

Comentar

06 de Fevereiro de 2014

O que são combustão humana espontânea e continuada?

*ESPONTÂNEA

Um corpo de gente em cinzas, com pernas e cabeça preservadas, sem fontes de calor por perto, em um cenário em que nada mais pegou fogo. Ao menos desde 1731, quando a condessa italiana Cornelia Baudi foi encontrada morta em sua cama, casos assim são discutidos. O fenômeno é raro. Até hoje, apenas 200 mortes foram registradas como combustão espontânea. Hoje, porém, especialistas classificam esses eventos como combustão humana continuada.

 

Explicações Paranormais

em geral, não há nada que permita aos peritos identificar a origem do fogo.

 

- Castigo Divino

No século 17, quando apareceram os primeiros casos, a população e até mesmo alguns cientistas atribuíam as ocorrências a castigos de Deus para quem afrontava a sociedade. Mulheres alcoólatras e tidas como desequilibradas seriam as principais vítimas.

 

- Química Especulativa

No livro Ablaze! o norte-americano Larry Arnold, estudioso de fenômenos paranormais, sugere que a combustão se deve ao pyroton, uma partícula subatômica. Em condições especificas, ela aumentaria a temperatura do corpo. A existência do pyroton nunca foi comprovada.

 

- Cabeça Quente

O perito policial e autodidata inglês John Heymer escreveu o livro Entrance Flame que o fenômeno ocorreria com pessoas em transe psicológico. A condição, provocada por isolamento social e solidão, desencadearia reações químicas e combustão.

 

* CONTINUADA

é a teoria mais cientifica mais aceita para explicar os casos, rejeitando a "espontaneidade" do fenômeno. Para os cientistas, o que ocorre é que uma fonte de calor queima a pele de cinco a dez minutos, com a pessoa ja morta. A queimadura are uma fenda no corpo, por meio da qual a gordura subcutânea, que é inflamável, vaza. Essa gordura atua como combustível para o fogo e o corpo vira cinzas.

 

Explicações Científicas

o fogo apaga os vestígios dos materiais que geram as chamas

 

- Origem do Fogo

Em pelo menos metade dos casos, o fogo parte de um fósforo ou de um cigarro aceso. Mas  mesmo quando há outra origem ela não existe mais quando a pessoa é encontrada. A origem do fogo vira cinzas, assim como o corpo.

 

- Maior Incidência em Idosos

O fogo nunca é a causa da morte. A pessoa morre um pouco antes, devido a um histórico de problemas de saúde., como doença cardíacas, ou de algo súbito. Essas causas são mais comuns com o passar da idade.

 

- Braços e Pernas Poupados

A gordura subcutânea é inflamável e faz parte do mecanismo que contribui para a combustão. Essa gordura se concentra no peito e no abdômen. Nas mulheres, tamém nos seios. Sem essa gordura, o fogo não continua.

 

- À Prova de Fogo

O cenário é encontrado intacto porque o fogo é baixo e localizado, embora seja longo e contínuo. Demora de seis a sete horas para que o corpo se transforme em cinzas. É por isso também que, em geral, ninguém vê que a pessoa está pegando fogo.

 

 

*com Super Interessante 

Imprimir Comentar

Comentar

28 de Janeiro de 2014

Como não ser espionado pelo Barack Obama

O governo dos EUA tem monitorado as comunicações de milhões de pessoas em diversos países. Mas é possível tomar medidas para barrar, ou pelo menos dificultar, a curiosidade dos amigos do Norte. Veja como:

 

1) BLINDE SUA INTERNET

Use o navegador "Tor" (torproject.org). Ele codifica todos os seus dados e os mistura com os de outras pessoas. Dessa forma, fica difícil grampear sua navegação - documentos indicam que a NSA (agência de espionagem americana) tentou, e não conseguiu, quebrar a proteção.

 

2) EVITE GRAMPO NAS LIGAÇÕES

Em vez de ligar no celular, converse com as pessoas via Jitsi, um programa de voz e vídeo para Windows, Mac e Linux (jitsi.org) que usa criptografia - codificação de dados - e é de código aberto. Funciona como o Skype, só que é mais seguro.

 

3) TRANQUE SEU COMPUTADOR

O Windows e o Max OS X podem ter portas secretas para espiões americanos. Em 1999, descobriu-se um código do tipo no Windows (a Microsoft disse que não era nada). O único jeito de se proteger é usar um sistema operacional de código aberto, ou seja, que não contenha segredos. O melhor é o "Ubuntu Linux" (ubuntu.com), que você pode baixar de graça e gravar num DVD.

 

4) PROTEJA OS DOCUMENTOS

É fundamental proteger seus arquivos com criptografia (codificação de dados). Um bom jeito de fazer isso é com o TrueCrypt (truecrypt.org), que é de código aberto e tem versões para Wndows, Mac e Linux. Além de proteger os documentos com senha, ele também permite que fiquem ocultos no disco rígido - basta selecionar a opção "Hidden Volume".

 

5) CODIFIQUE SUAS MENSAGENS

Fale pelo TorChat (github.com/prof7bit/TorChat). Evite usar e-mail. Se for imprescindível, instale o programa GPG (disponível para Wndows e Linux em gpg4win.org), que codifica as mensagens - mesmo se forem interceptadas, o espião terá dificuldade em abri-las. Atenção: para que o GPG funcione, a pessoa que vai receber o e-mail também deverá instalá-lo.

 

6) FUJA DO GOOGLE

E do Yahoo! também. Isso porque todas as buscas que você faz neles são gravadas - e a NSA pode pegar esse registro. É melhor usar o DuckDuckGo (duckduckgo.com), que não grava as buscas. Em conjunto com o navegador Tor, oferece bom nível de segurança.

 

Espero que tenham gostado.

 

Atenciosamente,

 

Igor de Moraes 

Imprimir Comentar

Comentar

07 de Janeiro de 2014

Conheça a loja mais proibida da internet

Era como qualquer site de compras: a pessoa escolhia o produto, adicionava ao carrinho, pagava e recebia em casa. Só que tudo ilegal. Os 13 mil itens oferecidos pelo Silk Road (referência à "rota da seda", rede de comércio criada pelos chineses no século 1 a.C.) incluíam cocaína, heroína, documentos falsos, softwares piratas, explosivos, armamentos e até assassinatos sob encomenda.

 

O site não podia ser encontrado por meio de mecanismo de busca, só no boca a boca, e para acessá-lo era necessário instalar um programa que codifica a transmissão de dados. Mesmo assim, se tornou uma potência, com 957 mil usuários registrados e 60 mil acessos diários. As compras eram pagas com o dinheiro virtual Bitcoin, e estima-se que o site tenha movimentado o equivalente a US$ 1,2 bilhão e ganho de US$ 80 milhões de comissão. O Silk Road tinha até um grupo de voluntários, os "Vingadores do LSD", que testava as drogas à venda e informava se eram puras ou não.

 

O site operou por dois anos e meio. Até que seu criador, o americano Ross Ulbricht, de 29 anos, vacilou. Ele administrava o site de um café em São Francisco, não usava os softwares de proteção, e começou até a dar entrevista usando um pseudônimo, "Pirata Roberts". Acabou preso pelo FBI, que fechou o site em outubro. Numa das entrevistas, ele disse que a internet havia "vencido a duerra às drogas".

 

Talvez isso tenha lógica - o lugar do Silk Road já foi ocupado por um site similar, o Black Market Reloaded. 

Imprimir Comentar

Comentar

Igor de Moraes

Curiosidades

Perfil

Formado em Publicidade e Propaganda pela Escola Superior de Administração, Marketing e Comunicação (ESAMC-AL). Atualmente, atuo como Diretor de Arte e Criação da agência PhD Brasil Comunicação (filial Maceió - Com sede em Curitiba-PR, Manaus-AM e Recife-PE).

Últimos Comentários

  • Jorge Moraes

    Depois dos emails, uma cobrança pública: pelo menos um artigo por semana gente.

  • Eliane de Oliveira Rosa e Silva

    Interessante análise Igor, bastante reflexiva ... nos leva deduzirmos q Brasília tornou-se o Gabinete dos designios do País à distância, longe da massa populacional;decisões de luta dosTres Poderes num "tablado"assistindo a vunerabilidade do nassedouro há 42 anos "do poder paralelo"dos Tráficos.

  • Sérgio Maciel

    Concordo integralmente com as conclusões dos pesquisadores. Parábens pela matéria. Sérgio Maciel.

  • PAULO FERNANDO

    O Procon de Maceió devia montar um posto de serviço no Aeroporto dos Palmares, nesta cidade. A TAM gosta de fechar o embarque antes do horário previsto, quando seu avião chega adiantado. Quando a aeronave vem atrasada o passageiro que se dane por esperar. É preciso proteger o consumidor......

Qualquer Instante Rua Cônego Machado, 983-C
Farol – Maceió/Alagoas
CEP: 57051-160
Fones: (82) 3221.8116
                    9917.9858
contato@qualquerinstante.com.br

 

Desenvolvimento www.quad.com.br
Expediente
  • Jorge Souto de Moraes
    Mte 803/AL – Coordenação Geral
  • Riane Rodrigues –
    Mte 1082/AL (Editoria/Supervisão)

 

 

  • Igor de Moraes
    Publicitário
  • Erick Luisi
    Colaborador de Jornalismo / MTE-AL 1510
  • Emanuel Pedrosa (Canetinha)
    Departamento Comercial
2010 www.qualquerinstante.com.br. Todos os direitos reservados. Política de privacidade