21 de Novembro de 2014

Promotor diz que mortes de cães em Maceió têm atribuições civis e não criminais

Destaque

Com o tema Crueldade Nunca Mais, o Projeto Acolher, ONG de proteção a animais em situação de desamparo, localizado no conjunto Village Campestre em Maceió Alagoas, realizou no domingo (16) na praia de Ponta-Verde, na área fechada pela Prefeitura para lazer, manifestação de protesto pelos setes cães vítimas de envenenamento na quarta-feira (12), dos quais cinco morreram e dois foram salvos e já estão de volta a sua sede. O promotor Alberto Fonseca informou que o caso tem atribuições civis e não criminal.Os animais foram vítimas de envenenamento por criminosos ainda desconhecidos pela polícia e instituição de proteção animal, ao ingerirem restos de alimento contendo a substância ‘aldicarb’, inseticida de agricultura para o controle de pragas e roedores, vendido ilegalmente com o nome de “chumbinho”. O prejuízo com as despesas de veterinário, medicações e internações dos cães na clínica veterinária situada no bairro da Serraria foi de R$ 1.600,00, não pagos por falta de verbas da ONG, que pede ajuda à população para saldar a dívida.O diagnóstico histopatológico (biopsia) e toxicológico estão sendo feitos com a patologista veterinária Flávia Jabour em uma clínica na Ponta-Verde, e irão demorar mais 15 dias para sair o resultado do laudo final.O Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE/AL), através do promotor coordenador do núcleo de meio-ambiente, Alberto Fonseca, informou que sua pasta tem atribuições civis e não criminal, pois o caso ocorrido é de maus-tratos aos animais de competência da esfera de delitos, devendo o delegado responsável pela região fazer um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) pelo crime ser de menor potencial ofensivo.Fonseca explica que, feito o TCO, é encaminhado ao juizado especial civil e criminal, onde o promotor atuante do bairro irá fazer suas investigações. “Infelizmente a legislação brasileira vê fatos como esses como crime de menor potencial ofensivo. O que o MP pode fazer é solicitar a investigação através da polícia judiciária. Lamentavelmente, o grupo que coordeno não pode fazer nada e nem participar do ato praticado” declarou.A presidente do Projeto Acolher Naíne Teles esteve sexta-feira (14), por volta das 14hs, na 10aDelegacia de Polícia, situada no bairro Cidade Universitária, para fazer pela primeira vez, o Boletim de Ocorrência (BO) por crime ambiental. Segundo Naíme, “eu só quero que a polícia de Alagoas se movimente, apure esse delito com o rigor da lei e que o caso não fique no papel, pois meus animais correm ainda risco de morte, e pode haver novas tentativas de envenenamentos”, informou. Com relação aos fatos divulgados nos meios de comunicação que foram traficantes do bairro que deram veneno aos animais, Teles disse na página oficial de uma rede social que a história não existe, e não sabe de onde partiu.O caso está sob a responsabilidade do delegado da Polícia Civil Guilherme Bezerra.Fonte: Tribuna Hoje ( foto: reprodução )  

Imprimir Comentar

Comentar

20 de Novembro de 2014

Cão entra em ambulância e acompanha tutor

Destaque

Um adorável cachorro de San Angelo, no Texas (EUA), pegou uma carona de 32 quilômetros ao lado de seu tutor, que estava sendo levado por uma ambulância para a sala de emergência do hospital.Tanner Brown, um técnico de emergência médica, disse que depois de um motorista acenar para a ambulância, eles foram alertados sobre o pequeno passageiro extra. O cão da raça Beagle estava empoleirado no veículo.O técnico contou: “Nós não tínhamos mais nada para fazer, a não ser carregar o cachorro e colocá-lo na ambulância, levando-o ao pronto-socorro com a gente.”Cachorro surpreendeu a todos ao se empoleirar em ambulância e conseguir chamar atenção para viajar até o hospital com seu tutor doente.O cachorro viajou ao lado de seu tutor, JR Nicholson, de 85 anos, que chamou a ambulância porque havia se sentido tonto.Nicholson só ficou no hospital durante a noite. Ele disse que estava impressionado com a façanha do animal, acrescentando: “Ele não tinha que ir para o hospital comigo, mas ele foi.”Fonte: Gadoo – foto – reprodução -

Imprimir Comentar

Comentar

19 de Novembro de 2014

Idoso é preso após arrastar cão amarrado a carro em MG

Destaque

Um idoso foi detido, na tarde de terça-feira (18), em Patos de Minas, no Alto Paranaíba, após ser flagrado arrastando um cachorro preso a um carro. Uma denúncia anônima levou policiais militares até o bairro Padre Eustáquio, onde o homem, de 60 anos, foi abordado.De acordo com o boletim de ocorrência, o animal estava preso por uma corda em um Fiat Uno e apresentava ferimentos que sangravam. O idoso que dirigia o veículo foi detido para prestar esclarecimentos. Na delegacia, ele contou que o cão fugiu de uma chácara e que o estava levando de volta. No entanto, se defendeu afirmando não ter percebido os machucados nas patas do cachorro.Segundo a Polícia Civil, o homem vai responder por maus tratos contra animais. O cão, por sua vez, foi entregue para uma representante da Associação de Proteção Animal e Ambiental de Patos de Minas (ASPAA), onde recebeu atendimento veterinário. A equipe da ASPAA promete acompanhar os cuidados com o cão que, em seguida, foi levado para a família do idoso.Fonte: anda.jor.br – foto – Patos Agora – NOTA DO BLOG : acho que a ASPAA está errando devolvendo o cão para a família do idoso assassino. Porque com certeza esse projeto de marginal vai outra vez atentar contra o cão.  

Imprimir Comentar

Comentar

18 de Novembro de 2014

Jornalista sugere que leitora mata sua gata por estar velha

Destaque

A revista americana Slate, em uma coluna chamada “Dear Prudence”, publicou há alguns dias uma edição na qual Emily Yoffe, que se auto intitula “Prudie”, diz a uma leitora que é certo induzir a morte na sua gata Fluffy, de modo que assim ela possa sair tranquilamente em viagem de férias com a família. Apesar da gata estar em uma idade avançada, sem audição e sem dentes, ela não está doente ou sofrendo de forma alguma. Yoffe afirma que, uma vez que a gata está causando transtornos ao incomodar a tutora com alegadas demandas e dificultar as viagens da família, ela deveria ser morta.Even Yoffe admite que seu conselho pode causar tumulto. Na primeira linha de sua resposta, ela declara: “após te dar esse conselho, eu terei que entrar em um programa de proteção à testemunha, mas aqui está: Faça a eutanásia em Fluffy”. Ela diz, ainda, que um veterinário provavelmente não aceitará realizar o procedimento em Fluffy pelas razões citadas pela tutora, e então esta poderia levá-la a um abrigo mais próximo para que lá o fizessem. Em seguida, Yoffe sugere que a leitora diga aos seus filhos que Fluffy estava sofrendo e acrescenta: “Ok, talvez ela não esteja sofrendo, mas você está”.Matar um gato que pode ter ainda muitos anos de vida apenas para que se possa fazer uma viagem de férias é uma atitude incrivelmente egoísta, e esse conselho de Emily Yoffe está enviando a mensagem errada. Mais pessoas precisam perceber que acrescentar um animal à família significa cuidar dele por toda a vida, não apenas quando é conveniente. Por favor assine a petição para fazer com que Emily Yoffe reconheça o caráter totalmente equivocado e nefasto do comentário publicado por ela, e pedir que ela faça uma retratação quanto ao seu conselho antiético.Tradução da carta da petição:“Prezada Sra. Emily Yoffe,Seu recente artigo publicado na revista Slate tratando do caso da gata idosa de uma leitora foi muito perturbador. Ao sugerir que ela simplesmente ordenasse a eutanásia no animal devido à suposta inconveniência de suas questões de saúde, a sra. foi no mínimo equivocada, e transmitiu a mensagem errada aos leitores. Adicionar um animal à família é um comprometimento por toda a duração da vida do mesmo, e não apenas quando é conveniente.Conforme os animais ficam mais velhos, seus corpos não são mais como costumavam ser. Fluffy pode estar com deficiência auditiva, sem os dentes e carente, mas ela não está sofrendo, e o seu estado não justifica a morte induzida. Além disso, sugerir que ela minta às crianças também não é um conselho sábio. Por favor, retrate-se de seu conselho antiético e escreva outra resposta aos leitores,  admitindo que esta não é a melhor maneira de se lidar com a situação, de modo que uma mensagem melhor seja enviada e as pessoas entendam que devem se responsabilizar pela vida dos animais domésticos sob sua tutela por toda a duração de suas vidas”.Fonte: anda.jor.br – foto – internet  -

Imprimir Comentar

Comentar

17 de Novembro de 2014

Famosos participam de show em prol da causa animal

Destaque

Fiuk foi a atração do Baile do Vira-Lata, festa em parceria da W Eventos com a OSCIP Ampara Animal na rua Amauri 244, no Itaim, em São Paulo. O evento aconteceu na noite de sexta-feira (14).O cantor subiu ao palco e levou ao público clássicos do pop rock como Skank, Seu Jorge, Jota Quest, Cazuza, entre outros. A mulherada, como não poderia ser diferente, foi ao delírio. Na plateia, a presença de Camilla Camargo, Caroline Bittencourt e Pe Lu, da banda Restart.A Ampara Animal (Associação das Mulheres Protetoras dos Animais Rejeitados e Abandonados) foi fundada em agosto de 2010 por um grupo de mulheres com o objetivo de transformar a realidade de cães e gatos rejeitados e abandonados para que sejam tratados com respeito e dignidade.Fonte: O Fuxico ( foto: divulgação )

Imprimir Comentar

Comentar

16 de Novembro de 2014

A igreja, os fogos e os animais

Destaque

A igreja católica gasta milhões no mundo com fogos em suas festas semanais ou diárias. É um absurdo o dinheiro jogado fora com fogos e bombas. JESUS CRISTO  pregou em vão a solidariedade para com os mais necessitados. Quantas pessoas neste momento estão passando fome e sofrendo sem ter a quem recorrer. Crianças precisando de um pão. Homens e mulheres abandonadas pelo destino morrendo de fome. Pessoas que sem uma oportunidade na vida mergulham nas drogas. E a igreja católica, nadando em dinheiro, gasta milhões em todo mundo com fogos em suas festas. Esse dinheiro poderia ser revertido em cestas básicas. Em remédios. Em ajuda aos mais necessitados. Por que fogos? Fogos que trazem prejuízos para os animais... para as crianças... para os idosos...Fogos que muitas vezes ferem pessoas... Os santos estão contentes com os fogos ? Claro que não. Quantos animais fogem de suas casas e perdem-se para morrerem de fome nas ruas.Quantas crianças ficam desesperadas ? Fogos, uma imbecilidade sem limites. Fogos um ato irresponsável. Fogos uma vergonha para a igreja católica. Parabéns as demais religiões que em suas festas não utilizam fogos para perturbar os animais, as crianças e a população em geral.  Zero para a igreja católica em suas comemorações ridículas, idiotas, com seus fogos enquanto muita gente morre de fome e a igreja vira as costas. Moreyra da Silva – foto – internet -

Imprimir Comentar

Comentar

14 de Novembro de 2014

Vacinação antirrábica em Maceió Alagoas

Destaque

A Coordenação das Ações de Controle da Raiva do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Maceió vem promovendo, ao longo desta semana, um treinamento para as equipes de vacinadores que vão trabalhar na Campanha de Vacinação Antirrábica, que acontece no dia 29 deste mês, com o Dia D de mobilização. Nesta quarta-feira (12), a coordenação reuniu os profissionais que vão atuar nos 1º e 2º Distritos Sanitários para finalizar os detalhes da ação.“Realizamos esse treinamento para repassar informações da ação de forma mais acessível a todos e reciclar os procedimentos e técnicas utilizados neste tipo de campanha, que exige ainda mais atenção dos profissionais, não só na aplicação adequada da dose, mas também nos cuidados necessários para evitar acidentes com os animais”, afirma a coordenadora das Ações de Controle da Raiva do CCZ Maceió, Jéssica Bezerra.No treinamento com as equipes, o médico veterinário Kleber Barros apresentou aos vacinadores uma série de orientações. Ele esclareceu detalhes acerca das técnicas de aplicação da vacina, contenção do animal (que deve ser feita pelo tutor, com o objetivo de tranquilizá-lo), os procedimentos a serem adotados em caso de acidentes leves ou graves (mordeduras ou arranhaduras) e informações técnicas sobre a vacina.CampanhaEste ano, a Campanha de Vacinação Antirrábica acontece em Maceió no dia 29, com o Dia D, e se estende, no período de 1º a 5 de dezembro, apenas na área rural do município, com as equipes visitando residências e pequenas propriedades em áreas de difícil acesso, que somam 2.800 domicílios.Para atingir a meta de 80% da população canina e felina – que corresponde a um universo de 112.952 animais, sendo 75.304 cães e 37.648 gatos –, a campanha vai mobilizar 600 vacinadores em 191 postos de vacinação, que incluem o CCZ, unidades de saúde e pontos estratégicos como escolas, associações de moradores e estabelecimentos comerciais. A campanha terá ainda o reforço de estudantes do Curso de Medicina Veterinária da Ufal e do Cesmac, além de alunos do Curso de Zootecnia da Ufal.Fonte: Cássia Oliveira – Ascom SMS

Imprimir Comentar

Comentar

13 de Novembro de 2014

Cães morrem envenenados em Maceió Alagoas

Destaque

Sete cães do Projeto Acolher, uma instituição que cuida de animais abandonados e vítimas de maus-tratos, foram envenenados, na madrugada de quarta-feira (12), na sede da entidade, no bairro do Village Campestre II, em Maceió. Dos sete animais, quatro morreram e três estão sendo atendidos em uma clínica particular no bairro da serraria, mas correm risco de morte. Eles comeram uma substância conhecida como "'chumbinho".

De acordo com a presidente do Projeto Acolher, Naíne Teles, nenhuma pessoa suspeita entrou na sede, e que quem envenenou os cachorros deve ter jogado os pedaços de carne por cima do muro, já que ele é muito alto.
A presidente afirma que uma coleta do conteúdo estomacal dos animais foi realizada, onde foram encontrados pedaços de carnes envenenadas.“Os animais foram acolhidos e viviam aqui na sede do projeto, nós só os alimentamos com ração e quando encontramos pedaços de tripa e carne desconfiamos de um envenenamento”, explica.De acordo com Naíne, os cães que sobreviveram estão no soro, para tentar se recuperar, mas independente disso autoridades serão acionadas para investigar quem envenenou os cachorros. “Nós vamos procurar as autoridades, esse fato não pode ficar impune”, desabafa.Delegacia de animais
Apesar dos casos constantes de denúncias contra animais, Maceió não conta com uma delegacia destinada para crimes contra os animais. Representantes de ONGs se reuniram no último dia 11 de agosto na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), para cobrar que a Delegacia Especializada no Combate aos Crimes Ambientais, criada em abril de 2011, saia do papel e comece a operar.
Participaram do encontro representantes da Comissão de Meio Ambiente e Bem Estar Animal da OAB-AL, do Conselho Regional de Medicina Veterinária, Centro de Controle de Zoonozes de Maceió, Grupo Vida Animal de Maceió (GVAM) e Neafa.Fonte: G1 – foto – ( arquivo -Naine Teles ) NOTA DO BLOG : recebemos uma informação de que há uma semana a Naine Teles teve uma discussão com um policial civil, que afirmou ter a intenção de matar os animais. Esse projeto de marginal que mancha a policia civildeAlagoas, vai ser aposentado como louco. Naine conte com a gente e o espaço está aberto no programa Jornal do Povo e Mundo Animal da radio Jornal am 710.

Imprimir Comentar

Comentar

11 de Novembro de 2014

Cadela esfaqueada em Salvador deve ser liberada para adoção

Destaque

A cadela pit bull espancada e esfaqueada por moradores no bairro do IAPI, em Salvador, deverá receber alta ainda nesta semana, segundo informou o veterinário Leonardo Rodrigues, dono da clínica onde o animal está internado.“Ela já está comendo sozinha normalmente desde  [domingo, 9] e, além disso, não precisa mais de aplicações de soro. Ainda continua tomando medicamentos via oral e injetáveis, mas os ferimentos já estão cicatrizando e ela deverá ser liberada para adoção nesta quinta ou sexta”, disse o veterinário.A cadela foi agredida por populares na noite da última quarta-feira (5), após ter encontrado em confronto com um poodle, que também está internado na mesma clínica veterinária, mas segue sem previsão de alta. “O poodle ainda não está conseguindo andar, devido ao trauma que sofreu na coluna, mas também está se recuperando. A lesão não é irreversível, e o tempo de recuperação é de cerca de duas semanas”, afirma Rodrigues.Segundo o comerciante Luís Filipe Sigrist, que socorreu o animal das agressões, a queixa deverá ser registrada na polícia pela ONG Terra Verde Viva, que trabalha em defesa dos animais. A presidente da organização não-governamental, Alexandra Deering, afirma que a denúncia ainda não foi feita porque nem todos os envolvidos nas agressões foram identificados.“Estamos apurando porque foram vários agressores. Nesse momento, estamos clolhendo informações junto ao nosso setor jurídico, que está a frente do caso. Quatro agressores já foram identificados. O principal deles é o tutor do poodle, que costumava deixar o cachorro solto. Agora, ainda falta identificar outros três envolvidos. Mas também vamos acionar o tutor da pit bull, um motoboy, que instigava a cadela a morder outros animais”, disse, em entrevista ao G1.Segundo o comerciante Luís Filipe Sigrist, a cadela não era bem tratada pelo tutor e era mantida com fome e sede. “Isso gerou um estresse nela. Ele [o tutor] acabou dando a cadela para alguns crianças do bairro [vizinhas] passearem com ela. A pit bull acabou vendo o poodle e atacou. As crianças não conseguiram segurar e soltaram o animal”, relatou a testemunha.O comerciante diz que moradores partiram para cima da cadela, diante da situação. “Espancaram com pauladas e pedradas. Deram, ainda, uma facada na coluna do animal. O cabo soltou e a lâmina ficou presa nas costas dela. Quando cheguei, ela estava agonizando. Sabia que estava viva, porque ouvi a respiração”, detalhou.Segundo Sigrist, o tutor do animal é um morador da região, mas a cadela só começou a ser vista na residência dele há cerca de 20 dias. “Ele foi embora da casa. Fugiu assustado. Eu e uma amiga que cuidamos dela e a trouxemos para cá [Hospital de Medicina Veterinária da UFBA]“, afirmou.De acordo com o médico veterinário, Felipe Baldo, que recebeu a pit bull, a cadela chegou ao hospital com dor. Ele explicou que a lâmina da faca estava afixada no lado direito da coluna cervical. “Fizemos ultrassonografia para ver se tinha complicação. Então, ela foi submetida à cirúrgia para retirada da lâmina”, explicou. O procedimento ocorreu por volta das 9h desta quinta-feira (6).Fonte: anda.jor.br ( foto: arquivo pessoal )

Imprimir Comentar

Comentar

10 de Novembro de 2014

Inglesa dá adeus a seus cavalos e morre

Destaque

Sheila Marsh, de 77 anos, estava no estágio final de um câncer e tinha um último desejo: despedir-se de seus dois cavalos. Isso parecia ser difícil de ser realizado, já que ela estava internada no hospital e não podia sair de lá – o ambiente de um hospital não é o mais adequado para animais.No entanto, o Royal Albert Edward Infirmary, em Wigan, no norte de Inglaterra, concedeu uma autorização especial para que os animais pudessem ser levados até o lado de fora do edifício, e Marsh foi levada até seu encontro.Marsh faleceu pouco depois de dizer adeus aos animais.“Ela chamou gentilmente por um dos cavalos, e ele foi até ela e abaixou sua cabeça carinhosamente e encostou em seu rosto”, disse a enfermeira Gail Taylor.“Foi algo muito importante para minha mãe. Ela era uma das pessoas mais batalhadoras que você poderia conhecer e faria qualquer coisa por alguém”, disse sua filha, Tina.Pauline Law, diretora da enfermaria, disse que estar envolvida no episódio foi um privilégio.“Foi incrível poder dar esse apoio em um momento tão crucial”, afirmou.“É totalmente correto fazer de tudo para que nossos pacientes tenham cuidados personalizados, dignos e com compaixão. Sempre buscaremos fazer isso.”Fonte: G1 ( foto: reprodução BBC)  

Imprimir Comentar

Comentar

Moreyra da Silva

Mundo Animal

Perfil

Técnico em Contabilidade, radialista, produtor e apresentador do Programa Mundo Animal na Rádio Jornal AM 710, aos sábados, das 12h às 13h, e na TV Maceió canal 2, da JET. O Programa Mundo Animal completou no último mês de março dez anos no ar, inclusive, com o lançamento do CD Mundo Animal, com crônicas e músicas que falam sobre animais. Recebeu da ONG Quintal de São Francisco de São Paulo o diploma Amigo dos Animais, além de um troféu da Anclivepa de Alagoas e um prêmio Odete Pacheco.

Últimos Comentários

  • thassia

    Coitado do cachorrinho não merecia isso.

  • Dayane

    como existe pessoas ruins existe também pessoas boas ,parabéns a Celma que salvou a vida desse cãozinho inocente

  • Ricardo Luiz Capuano

    Eu e os animais agradecemos o apoio ! Convidamos a todos a conhecerem nosso humilde trabalho em favor de nossos irmãos caculas !

  • CASSIO

    QUE DEUS TE CONFORTE. ELE COM CERTEZA VAI. CONFORTO TBM A SHAKYRA.

Qualquer Instante Rua Cônego Machado, 983-C
Farol – Maceió/Alagoas
CEP: 57051-160
Fones: (82) 3221.8116
                    9917.9858
contato@qualquerinstante.com.br

 

Desenvolvimento www.quad.com.br
Expediente
  • Jorge Souto de Moraes
    Mte 803/AL – Coordenação Geral
  • Riane Rodrigues –
    Mte 1082/AL (Editoria/Supervisão)

 

 

  • Igor de Moraes
    Publicitário
  • Erick Luisi
    Colaborador de Jornalismo / MTE-AL 1510
  • Emanuel Pedrosa (Canetinha)
    Departamento Comercial
2010 www.qualquerinstante.com.br. Todos os direitos reservados. Política de privacidade