30 de Setembro de 2014

Cachorro abandonado consegue um lar e uma cadeira de rodas

Destaque

O futuro parecia incerto para um cachorro abandonado na Romênia: ele foi atropelado quando tinha apenas 3 meses de vida e perdeu o movimento das patas traseiras.Mas o pastor alemão mix ganhou uma segunda chance na vida. Ele foi adotado e recebeu uma cadeira de rodas.O cão Lucky foi resgatado por uma mulher romena, que conseguiu fazer com que ele viajasse para a Inglaterra, onde teria mais chances de ser adotado.Após conhecer a história de Lucky através do Facebook, a britânica Kay Greenwood decidiu adotar o cachorro temporariamente até que ele encontrasse um lar definitivo.Mas Kay se apaixonou pelo cão e decidiu ficar com ele para sempre. Ela também pediu para um amigo fazer essa cadeira de rodas especial para Lucky.Quando chegou na casa de Kay, Lucky estava abaixo do peso e não conseguia se locomover sozinho porque seus músculos estavam fracos. Mas agora, ela conta que o cachorro brinca e corre normalmente:“Cachorros deficientes não ficam sentados quietinhos em um canto, eles brincam e se jogam por aí como qualquer outro cão, eles apenas fazem isso de uma maneira ligeiramente diferente”.Fonte: Portal do Dog ( foto: Daly Mail )  

Imprimir Comentar

Comentar

29 de Setembro de 2014

Spós maus-tratos pit bull é adotado em Goiânia

Destaque

O cão Guardião, um dos 57 pit bulls resgatados após sofrerem maus-tratos em uma chácara de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital, foi adotado no sábado (27). Ele é o primeiro a ser entregue a uma pessoa sem ligação com a Associação Recanto dos Pit Bulls, que recebeu os animais após serem retirados do antigo canil sob suspeita de que eram usados em rinhas.O cachorro viverá agora com a família do consultor de vendas Rafael Vieira Araújo, de 25 anos. Ao G1, ele contou que chegou a mudar de casa para receber melhor o novo integrante familiar. “Quis ter um espaço maior para ele brincar. Hoje ele chegou e já foi muito gostoso, brincou e correu muito pelo espaço”, relata. Rafael diz que desde que soube dos maus-tratos sofridos pelo animal, quis dar um “lar tranquilo” ao cão.Os cachorros estão disponíveis para adoção desde que criador de cães Camilo Godinho Neto, que era acusado de maus-tratos, aceitou um acordo oferecido pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) para evitar que ele fosse julgado pelo crime. Godinho desistiu da guarda dos animais em abril deste ano e eles continuaram no Recanto, localizado em Goiânia.Segundo a presidente do Recanto dos Pit Bulls, Meibel Veríssimo, diversos interessados já se inscreveram para adotar os cães, entretanto, não foram aprovados no processo. Ela explica que os candidatos passam por um longo processo de avaliação com o objetivo de garantir o bem estar do animal após a adoção. “A maioria não é aprovada porque quer o cão pelo motivo errado, não tem condições de criar”, afirma.Ela diz que antes de receber o cachorro, o interessado deve cumprir uma série de requisitos. “É avaliado o perfil do adotante, se ele tem uma boa liderança, precisa ter consciência de orçamento e do preconceito existente com a raça. A gente fala que quem tem pit bull vive em saia justa, tem que estar preparado psicologicamente para enfrentar isso, além de saber educar o animal, já que o animal é reflexo do tutor”, explica.Rafael mora com a esposa, que está grávida de quatro meses, e com uma enteada. Ele afirma que concorda com as exigências do processo aplicado aos candidatos a adoção. “É bom porque você também vê se estáAssim como Guardião, os outros cães que estão aptos a adoção serão entregues castrados, vermifugados, com placa de identificação, vacinados e microchipados. Além disso, é necessário o preenchimento de um termo de adoção e pagamento de taxa de R$ 50, referente ao processo de microchipagem.Fonte: G1 (Foto: Rafael Araújo/Arquivo pessoal ) 

Imprimir Comentar

Comentar

29 de Setembro de 2014

Conheça a triste realidade dos vitelos e os que foram salvos da morte

OGP Destaque

Apesar de a maioria das pessoas ter o conhecimento de que “vitelo” é um eufemismo para designar bezerros, muitas não fazem a conexão, quando solicitam um prato de vitela no restaurante, de que o seu pedido custou a vida de um filhote de uma vaca. Por outro lado, é difícil imaginar que qualquer ser humano minimamente sensível possa olhar nos olhos de um bezerro recém-nascido e pensar: “ele parece delicioso, quando será morto?”. Isso não é o que uma pessoa empática seja capaz de imaginar.A realidade é que os vitelos são “subprodutos” da indústria de laticínios. Assim são vistos os bezerros machos nascidos em um negócio que somente valoriza a vida de fêmeas, que irão produzir leite para gerar lucro. Considerados um “excesso”, e um risco de trazer a perda de um precioso recurso (o leite de suas mães), os filhotes machos são retirados de suas mães após poucas horas de vida e colocados em celas, ou seja, minúsculos recintos que são feitos para impedir o bezerro de mover qualquer um dos seus músculos recém-formados. Uma corrente é colocada ao redor de seus pescoços, tornando-os completamente imóveis. Nesse local e dessa forma, o traumatizado filhote permanece por cerca de dois meses, até que a indústria o considere pronto para ser morto. É importante lembrar que, por todo o tempo, o bezerro (da mesma forma que um bebê humano) está aterrorizado, indefeso, chorando e chamando por sua mãe. As informações são do One Green Planet.A produção de carne de vitela é um processo vicioso, onde se infligem dor e sofrimento a um inocente filhote. A história da grande maioria desses animais é triste, cruel e desencorajadora, mas há algumas histórias de bezerros que escaparam desse destino. Graças ao trabalho árduo de alguns indivíduos bondosos, bezerros nascidos na indústria do leite, e que eram por ela considerados “sem valor”, foram salvos e puderam ter vidas incríveis.Segue algumas  dessas histórias:Esse bezerro foi resgatado pelo Santuário Gaia graças a um grupo de indivíduos que viram-no como algo muito maior do que um “subproduto”. Samuel nasceu como um irmão gêmeo e, aos olhos da agropecuária, um gêmeo é “excedente”. Por ser o menor e mais fraco, ele foi colocado em uma caixa de carne de vitela. Felizmente, os socorristas do Santuário Gaia estavam a caminho.Após poucos meses no santuário, Samuel começou a fazer amigos e tornou-se o pequeno bezerro feliz que foi destinado ao nascer.A história de Maribeth é peculiar, pois ela foi uma fêmea nascida na indústria de laticínios. Embora uma fêmea seja normalmente considerada valiosa para essa indústria, Maribeth tinha uma severa infecção em uma de suas pernas traseiras que lhe deixava incapaz de caminhar. Aos olhos do fazendeiro, foi considerado improvável que uma fêmea manca pudesse crescer no ambiente de uma fábrica de laticínios, e então foi designada para a indústria de vitela.No entanto, uma mulher que conhecia o fazendeiro interveio e pediu que a vida de  Maribeth fosse poupada. Com isso, Maribeth foi resgatada pelo Santuário Woodstock Farm Animal; sua infecção na perna foi prontamente tratada e, apesar de sua recuperação ser lenta, ela está melhorando com o passar do tempo. Após os seus primeiros tratamentos, foram permitidos a ela alguns minutos de brincadeiras, nos quais ela pode correr ao redor do santuário. Veja o vídeo que mostra a sua alegria.O pequeno Woody foi resgatado com duas semanas de idade. Sem ter conhecido nada além do medo em seu breve tempo de vida até então, Woody foi levado para uma vida feliz no Santuário Signal Hill, quando um amigo dos proprietários do local descobriu um anúncio em que diversos bezerros machos eram vendidos por 20 dólares cada um. Quando os resgatadores do santuário chegaram para salvar os animais, todos já haviam sido mortos, exceto Woody.Ele estava muito doente quando chegou ao santuário, e seus cuidadores temeram que ele não conseguisse sobreviver. Mas, graças à enorme paciência e persistência dos voluntários, o pequeno bezerro recuperou a saúde. Ele cresceu e tornou-se um adulto feliz e saudável, como resultado de todo o cuidado e amor que recebeu.A história dos seis bezerros resgatados pelo Santuário Manning River Farm é comovente. Tara Maher, cofundadora do santuário, declarou firmemente: “Nossos maravilhosos garotos – Bo, Maverick, Harry, Ingram, Tuck e Noah – não são resíduos; eles têm uma identidade, eles têm vida, e nós temos a alegria de tê-los em nossa companhia”.Apesar de todos os seis bezerros serem exemplos do que a indústria de laticínios considera como “lixo”, agora lhes é dado o devido respeito, o cuidado e o amor que eles sempre mereceram. O Manning River Farm era apenas um santuário recém-inaugurado quando chegaram os quatro primeiros bezerros, Bo, Harry, Maverick e Ingram. Assim como Woody, esses animais foram descobertos em um anúncio no qual eram vendidos como objetos.Felizmente, as pessoas certas viram o anúncio e foram ao local para salvar os bezerros. Depois da chegada de Tuck e Noah, o grupo de órfãos uniu-se e se tornou uma família.Fonte: anda.jor.br – foto: OGP

Imprimir Comentar

Comentar

28 de Setembro de 2014

Orangotango aprisionado é transferido para santuário

Destaque

Uma fêmea de orangotango de 15 anos, chamada Tita, foi entregue na terça à noite para a Agência de Conservação de Recursos Naturais de Java Central (BKSDA) por seu tutor, Ari Santoso de Ploso Hamlet, vila de Karanggondang, em Java Central, uma província da Indonésia. As informações são do The Jakarta Post.Seis funcionários da BKSDA pegaram Tita e a colocaram em uma jaula de ferro sobre um caminhão. O caminhão chegou em Java Central, na sede da BKSDA em torno das 19 h, horário local, depois de uma longa viagem de Jepara. “O tutor obtivera Tita como um presente de um residente de Dayak quando ele estava trabalhando para uma madeireira em Samarinda, no ano 2000”, disse o diretor da agência.Tita tinha cinco meses. Ari cuidou dela e a tratou como um animal de estimação. Ele a alimentava com arroz, mamão e banana além de chá doce e melaço e ela vivia em uma jaula estreita, de dois metros de altura e um metro e meio de largura. “A jaula era feita de sucata de madeira, então era bem simples e ficava nos fundos da casa de Ari. A família frequentemente levava Tita para dar caminhadas,” disse o diretor da Seção de Conservação, Johan Setiawan. À medida que Tita crescia e se tornava adolescente, Ari se deu conta que ela tinha um forte desejo de acasalar, já que seus instintos animais pareciam normais.Ele relatou a presença de Tita para o Instituto de Conservação Sidomuncil (LKS) em Ungaran, regência de Semarang, em Java Central, após saber que o centro também cuidava de outros orangotangos. O Instituto relatou o fato à BKSDA, que foi à Jepara para levar Tita.Quando Tita chegou na BKSDA, ela foi considerada bem, mas acima do peso, pesando cerca de 100 quilos, quando o peso ideal para ela seria entre 70 e 80 quilos. “Tita está acima do peso porque ela estava inativa devido a sua jaula pequena. Ela não conseguia se pendurar, como fazem os orangotangos em seu ambiente selvagem,” disse Johan.Tita, que não quer mais tomar água pura, será colocada sob a custódia segura do LKS. Suharman disse que a Lei no. 5.1990 sobre recursos naturais e ecossistemas biológicos estipulou que os residentes não podem manter animais protegidos como animais de estimação e também regulamentou a Regra Governamental no. 7/1999 sobre a preservação de plantas e de vida selvagem. Tita está categorizada dentro da raça de orangotangos pigmeus Pongo, que somente são encontrados em Kalimantan, ou Ilha Borneu, e é um animal protegido.Suharman disse que Ari explicou que mantinha Tita como um animal de estimação porque ele não sabia que ela era considerada um animal protegido. “Nós vamos providenciar orientações a ele sobre o assunto,” disse Suharman. Tita será colocada em quarentena antes de se integrar aos outros orangotangos no LKS e fará exames médicos completos até que seja considerada saudável.Fonte: anda.jor.br  //Por Ana Rita Negrini Hermes (da Redação) – foto – divulgação -

Imprimir Comentar

Comentar

28 de Setembro de 2014

Chimpanzé pode ser levado para um santuário no Brasil

divulgação Destaque

Monti poderá deixar sua jaula no zoológico do Parque Aguirre, Santiago del Estero, em pouco tempo. No último dia 11 de setembro os integrantes dos grupos do Projeto Grande Símio (Proyecto Gran Simio) fizeram uma visita e observaram seu comportamento. As informações são do Diario Panorama.

Alejandra Juáreza, do Projeto Grande Símio Argentina, comentou as qualidades de Monti: “Não é um chimpanzé silvestre, é um chimpanzé urbano, por assim dizer. E está entre dois mundos, o humano e o que tem dentro de si, que é a parte instintiva”.

Fernanda Navellino, a responsável do Projeto Grande Símio em Santiago Del Estero e a pessoa que melhor conhece Monti, afirmou: “Não é só o Monti do Parque, é um ser especial que talvez tenha um outro olhar sobre a sociedade em que vivemos”.

Por sua vez, o responsável internacional do Projeto, Pedro Pozas Terrado, se mostrou surpreso pelo bom estado geral do animal: “É a primeira vez que vejo Monti e me parece ser um chimpanzé forte, amável e bonzinho”, e arriscou dizer que muito em breve poderá deixar o zoológico de Santiago Del Estero: “Monti pode perfeitamente viajar, e acredito que sequer será necessário anestesiá-lo, é pacífico, a viagem terá uma duração de quatro horas, e estará acompanhado por uma equipe de veterinários”.

O Dr. Alarcón, juiz sobre o qual pesa a responsabilidade de decidir sobre o futuro do chimpanzé, aguardará o resultado da análise física e psíquica do animal antes de resolver a situação e decidir sobre o habeas corpus apresentado pela Associação de Funcionários e Advogados pelos Direitos dos Animais (AFADA).

Fonte: anda.jor.br – foto : divulgação

Imprimir Comentar

Comentar

27 de Setembro de 2014

Campanha contra uso de peles de animais na moda

Destaque

A campanha “STOP Moda Cruel” organizada pela ONG Igualdade Animal (Igualdad Animal) supera as 100.000 assinaturas. A organização internacional lançou uma petição mundial para encorajar as marcas Burberry, Dior, Armani, Yves Saint Laurent, Louis Vuitton, Marc Jacobs, e Diane Von Furtenberg a deixar de vender peles.O movimento começou no último dia 04 de setembro e não para de crescer. Inclusive celebridades como Alicia Silverstone se juntaram à campanha pedindo que estas empresas deixem de vender peles.Conforme publicado recentemente na ANDA, durante uma investigação secreta realizada por 2 anos em granjas de coelhos na Espanha, os ativistas documentaram maus-tratos violentos nesses estabelecimentos, como por exemplo, granjeiros batendo em coelhos doentes até a morte em frente dos seus amedrontados companheiros de jaula. Os demais animais mutilados, doentes ou com graves feridas eram deixados sofrendo sem tratamento veterinário.A ONG Igualdade Animal criou a página StopModaCruel.org e o vídeo com imagens inéditas que mostram a brutalidade que é exercida nestas granjas e declarações de Francisco Cuberes, responsável da empresa de curtume Curticub, e de Lidia Nogue, da empresa Galaico Catalana, onde manifestam que vendem peles de coelho a grandes marcas de moda.“Mais de 100 mil pessoas já assinaram a nossa petição pedindo a estas grandes empresas que deixem de vender peles. É uma mensagem muito clara, em pleno século XXI têm que apostar por uma moda sem crueldade animal. É paradoxal que um mundo que diz estar na vanguarda neste tema siga tão preso no passado”. Manifestou Javier Moreno, coordenador internacional da ONG Igualdade Animal.Entre agora em StopModaCruel.org e assine a petição. Existem no mercado inúmeras alternativas vegetais e sintéticas que não implicam causar danos aos animais.Fonte: anda.jor.br - Por Loren Claire Boppré Canales (da Redação)- foto: igualdade animal -

Imprimir Comentar

Comentar

26 de Setembro de 2014

Brigitte Bardot comemora 80 anos

Destaque

Figura polêmica da cena cultural e política francesa, Brigitte Bardot, ativista da causa animal, comemora 80 anos no próximo domingo (28). Um dos maiores ícones do cinema mundial, a atriz abandonou a carreira nos anos 70. Longe dos holofotes e apesar da idade avançada, Bardot afirma que não pretende se aposentar tão cedo.Em entrevista à imprensa francesa, Brigitte Bardot disse que “se aposentar era um horror e que por isso as pessoas morriam de tédio.” Desde seu último filme, “Colinot Trousse-Chemise”, lançado em 1973, a atriz abandonou tudo para lutar pelos direitos animais.Mesmo tendo recebido inúmeros convites, ela jamais cedeu à tentação de voltar à tela grande, vivendo discretamente cercada de seus cães, que ela parece, definitivamente, preferir aos humanos.Ela dedicou os últimos quarenta anos de sua vida à Fundação Brigitte Bardot, que ela criou em 1986. “A Fundação é minha vida. E mesmo quando eu morrer, farei o que for preciso para que ela continue existindo”, disse. A atriz francesa luta pelo fim dos rituais de animais que são mortos segundo os preceitos islâmicos. Ainda hoje, ela diz que “a maior felicidade de sua vida seria acabar com essas práticas”. Recentemente, ela pediu ao presidente François Hollande que colocasse um fim a tal crueldade.Vão-se os anos áureos da protagonista sensual de “Et Dieu créa…la femme”. Há quatro décadas, ela prefere se dedicar à batalha contra as touradas, a caça aos elefantes africanos e às focas. Para ela, o cinema, que a consagrou em filmes como “Le Mépris”, de Jean-Luc Godard, serviu apenas para ajudá-la em seu projeto: dedicar-se aos animais. “Minha vida me ajudou a construir outra. Se eu não tivesse sido Brigitte Bardot conhecida no mundo todo, certamente não teria podido fazer um décimo do que posso fazer pelos animais.” Ela chegou até mesmo a recusar um projeto de Madonna de um filme sobre sua vida. O motivo: a cantora apareceu usando um casaco de pele.Fonte: RFI ( foto: exposição BB for ever )

Imprimir Comentar

Comentar

25 de Setembro de 2014

Motorista transporta porcos em porta mala de carro

Destaque

O leitor Kléverton Amorim flagrou um homem colocando dois porcos na mala do carro na Avenida Fernandes Lima, uma das vias mais movimentadas de Maceió. O registro foi feito no sábado (20) e encaminhado por meio da ferramenta de jornalismo colaborativo VC no G1.

Segundo Amorim, o motorista seguia com os animais pela via, quando eles caíram na pista. “Ele já vinha com a mala entreaberta e os porcos dentro. Mas os animais caíram e ele parou pra colocar os bichos de volta no carro. Nessa hora, eu parei para fotografar”, conta.

Nota: A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) afirma que não foi informada da ocorrência, mas esclarece que esse tipo de transporte não é adequado por se tratar de um veículo de passeio. De acordo com a assessoria de comunicação da Superintendência, o motorista poderia ser autuado e os animais, apreendidos.

Fonte: G1 ( foto: KléveAmorim ) rton

Imprimir Comentar

Comentar

24 de Setembro de 2014

Cão atropelado por turista precisa de ajuda

Destaque

O cãozinho que foi atropelado por um turista do Rio de Janeiro no domingo, em Balneário Camboriú, está à espera de ajuda para fazer uma cirurgia. O animal foi deixado em uma clínica na Rua 971, onde recebeu os primeiros cuidados. No entanto, o local não faz cirurgias ortopédicas e precisa de apoio financeiro para encaminhar o cachorro a um profissional especializado.

A médica veterinária responsável pelo atendimento, Mariane Fagundes, explicou que o cãozinho teve uma fratura no fêmur, recebeu o atendimento emergencial e aguarda pela cirurgia.

“Ele precisa fazer essa cirurgia antes de ir para adoção. Nós não fazemos esse procedimento, por isso estou em contato com outro médico que possa fazer. As pessoas podem ajudar a pagar o preço de custo da cirurgia”, comenta.

Mariane também vai entrar em contato com a ONG Viva Bicho para buscar ajuda para o animal. Os interessados em ajudar ou adotar o cachorro podem entrar em contato diretamente com a clínica BC Vet pelo telefone (47) 3366.0556.

Fonte: A Notí) foto: Tatiana Fagundes cia (

Imprimir Comentar

Comentar

23 de Setembro de 2014

Cão acompanha velório de tutora no RS

Destaque

Não foi só a tristeza de amigos e familiares que chamou a atenção durante o velório da assistente social Maria Ribeiro da Silva Tavares, de 102 anos, que há mais de sete décadas prestava apoio para a ressocialização de detentos do regime semiaberto em Porto Alegre. No funeral, o cachorro adotado pela idosa, Milke, de 5 anos, permaneceu a maior parte do tempo ao lado do caixão, encolhido no carpete.

A voluntária morreu no domingo (21). Ela apresentava problemas respiratórios e estava internada há uma semana no Hospital Ernesto Dornelles.

O cão foi abandonado na porta da entidade quando era filhote. A predisposição inata em ajudar de Maria Tavares não falhou: ela acolheu o cãozinho. Ele passou a ser o companheiro inseparável da idosa nos últimos anos. Agora, o animal ficará sob os cuiCdados dos ex-detentos.

No bairro Teresópolis, Zona Sul de Porto Alegre, fundou o Patronato Lima Drummond foi fundada em 1942, onde prestava ações voltadas à recuperação dos detentos. Atualmente, Maria também estava sob os cuidados de detentos. O sepultamento ocorreu na manhã desta segunda-feira (22) no Cemitério Jardim da Paz.

Fonte: G1(   ( Foto: Paulo Ledur/RBS TV)

Imprimir Comentar

Comentar

Moreyra da Silva

Mundo Animal

Perfil

Técnico em Contabilidade, radialista, produtor e apresentador do Programa Mundo Animal na Rádio Jornal AM 710, aos sábados, das 12h às 13h, e na TV Maceió canal 2, da JET. O Programa Mundo Animal completou no último mês de março dez anos no ar, inclusive, com o lançamento do CD Mundo Animal, com crônicas e músicas que falam sobre animais. Recebeu da ONG Quintal de São Francisco de São Paulo o diploma Amigo dos Animais, além de um troféu da Anclivepa de Alagoas e um prêmio Odete Pacheco.

Últimos Comentários

  • CASSIO

    QUE DEUS TE CONFORTE. ELE COM CERTEZA VAI. CONFORTO TBM A SHAKYRA.

  • CASSIO

    ATÉ QUE ENFIM!!! UFA!!!

  • cassio

    FUZILAMENTO JÁ PARA ESCROQUES DESTA LAIA!!!

  • Cássio

    ivete sangalo(letras minúsculas mesmo. Como ela). IRKI desta figura. Ela tem filho. Espero que ele colha no futuro o que a mãe dele está ajudando a plantar. F...s ivete(minúsculas mesmo as letras)

Qualquer Instante Rua Cônego Machado, 983-C
Farol – Maceió/Alagoas
CEP: 57051-160
Fones: (82) 3221.8116
                    9917.9858
contato@qualquerinstante.com.br

 

Desenvolvimento www.quad.com.br
Expediente
  • Jorge Souto de Moraes
    Mte 803/AL – Coordenação Geral
  • Riane Rodrigues –
    Mte 1082/AL (Editoria/Supervisão)

 

 

  • Igor de Moraes
    Publicitário
  • Erick Luisi
    Colaborador de Jornalismo / MTE-AL 1510
  • Emanuel Pedrosa (Canetinha)
    Departamento Comercial
2010 www.qualquerinstante.com.br. Todos os direitos reservados. Política de privacidade